Skip to content

Você Sabe Como Usar a Carta Social?




No governo de Fernando Henrique Cardoso a Carta Social passou a ser utilizado como uma forma de correspondência oficial.

Assim sendo, trata-se de uma modalidade de correspondência adotada pelos Correios e que pode ser utilizada pelos cidadãos brasileiros.

Objetivou-se, com a criação da carta social, proporcionar a comunicação por meio de cartas com um custo mais acessível.




Assim sendo, mais pessoas poderiam enviar e receber correspondências.

Embora seja uma modalidade com um grande número de adeptos, nem todos sabem o que é carta social.

No entanto, este programa não é destinado a todos os cidadãos brasileiros, mas sim àqueles inscritos no programa bolsa-família.

Dessa maneira, consequentemente, é necessário estar inscrito no Cadastro Único.

Para saber mais sobre como isso funciona, acompanhe o artigo que preparamos O Que é Cadastro Único e veja agora mesmo.

No entanto, se você deseja obter mais informações quanto o que é carta social, acompanhe abaixo:

carta-social
Você Sabe Como Usar a Carta Social?

Como Funciona o Programa Carta Social

O programa passou a existir a partir de uma iniciativa do governo de Fernando Henrique Cardoso.




Visando proporcionar comunicação mais cessível à população, o programa, atualmente, destina-se às famílias inscritas no Cadastro Único e que recebem o bolsa-família.

Para utilizar o programa, o remetente deve escrever na parte superior do envelope Carta Social.

Em seguida, deve solicitar ao tendente dos correios que seja sobrada a tarifa correspondente `carta social.

No entanto, você deverá comprovar ser um titular ou dependente do programa bolsa-família.

Somente dessa maneira a tarifa social poderá ser aplicada.

Estrutura de Uma Carta Social

A estrutura de uma carta social deve seguir as mesmas orientações de uma carta pessoal.

No entanto, na parte frontal do envelope deve conter a inscrição Carta Social.

Assim sendo, a estrutura do envelope deverá conter, na frente, s seguintes especificações:

  • Remetente da carta – quem envia é quem é o remetente da carta;
  • Endereço do remetente, contendo a rua, número, complemento e bairro;
  • Cidade do remetente;
  • Estado do Remetente;
  • CEP do remetente.

Na parte traseira do envelope, deverá conter as mesmas informações citadas acima, mas referindo-se ao destinatário.

Ou seja, na parte de trás do envelope você informará os dados e endereço de quem deverá receber a correspondência.

O Que é Uma Carta Não Comercial

Uma das modalidades de correspondência disponibilizada pelos Correios são as cartas comerciais.

Trata-se de uma modalidade aderida por companhias ou empresas, com fins corporativos ou comerciais.

Assim sendo, as cartas não comerciais devem ser emitidas por pessoas físicas com fins domésticos.

Ou seja, as cartas não comerciais só podem ser utilizadas por pessoas que não possuem interesses comerciais.

Quem Tem Direito à Carta Social

A carta social é um programa que se destina exclusivamente à população de baixa renda residente no país.

Dessa forma, para poder participar do programa, é necessário que o cidadão seja membro do cadastro único e do bolsa-família.

Tanto os titulares quanto os dependentes do bolsa-família poderão se valer do programa.

Dessa maneira, o envio de carta é feito sob o custo 0,01 centavo.

Como Enviar Uma Carta Por 0,01 Centavo

Para utilizar o programa carta social, além de ser titular ou dependente do bolsa-família, é necessário que o remetente cumpra alguns requisitos, sendo eles:

  • Obedecer ao envio de até 5 postagens por vez;
  • O limite de peso por cada correspondência deve ser de até 10 gramas;
  • As informações referentes ao remetente e destinatário devem ser escritas à mão;
  • Remetente e destinatário devem ser pessoa física;
  • O envelope não deve conter marcas, carimbos ou adesivos de empresas ou corporações.